sábado, 22 de julho de 2017

Cartas: espaços de diálogos e de protagonismo. Edna Domenica Merola


O presente texto relata interferências didáticas ‒  elaboradas pela professora Edna Domenica Merola ‒ e aplicadas à produção de texto epistolar nas Oficinas de Criação Literária do Núcleo de Estudos da Terceira Idade. Para focar no aproveitamento das memórias pessoais para a criação de personagem prototípico, a docente criou estratégias como o Desenho do Relógio de Memórias e o Desenho do Átomo Social do protagonista. Conforme Buzan nos ensina: o desenho pode concretizar abstrações e ativar a memória, sendo "um mapa" útil para o trabalho acadêmico.

                                     O que é a estratégia do Relógio de Memórias?

Na oficina de 16/3/2017, a professora Edna Domenica Merola solicitou que os participantes situassem, temporalmente, os seguintes fatos ocorridos em suas vidas: nascimento, entrada na escola; primeiro emprego; primeiro voto para presidente do Brasil; nascimento do primeiro filho; mudanças importantes como a chegada a Florianópolis ou o divórcio; a perda de entes queridos, a percepção do próprio amadurecimento e das mudanças tecnológicas. Os alunos receberam por tarefa alocar aqueles itens num relógio no qual 01 hora representava o nascimento e 12 horas a data da aula. Consequentemente, os demais itens deveriam ser escalonados em ordem crescente, conforme vividos, de fato. 
Em seguida, tiveram por tarefa escrever uma carta de apresentação dirigida à professora com a narração de seu Relógio de Memórias
Em sequência, a professora elaborou síntese dos dados constantes do Relógio de Memórias e das cartas de apresentação. Resultaram três personagens prototípicos que foram os emissores ou destinatários das cartas redigidas durante o primeiro semestre letivo de 2017. As cartas ficcionais produzidas pelos participantes dessas oficinas  foram publicadas sob o título Memórias Compartilhadas.



Relógio de Memórias da Personagem Lucíola


Texto de Edna Domênica Merola.
Florianópolis, 16 de março de 2017.
Olá!

Nasci em 1940 sob o signo de virgem. Sou fã do Papa Francisco. Gosto mais do campo do que da praia.
Eis o meu Relógio de Memórias:


Guardar cartas recebidas e cópias das enviadas é um hábito que tenho desde a escola primária. Aceita o convite para ler algumas?

Abraço, da Lucíola.


O que é o Átomo Social?
O Átomo Social retrata o conjunto de papéis que uma pessoa desempenha num dado momento de sua existência, incluindo os complementares desses papéis.
Segue desenho do Átomo Social que inclui papéis sociais desempenhados pela protagonista e seus complementares:

Desenho do Átomo Social da Personagem Lucíola. MEROLA, 2017. 



REFERÊNCIAS

ALESC - Assembleia Legislativa de SC. DIAS, Michelle e RAMOS, Rodrigo. Jornal da Assembleia ‒ Alunos do NETI/UFSC lançam livro “Memórias Compartilhadas” ‒ 21/08/17. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=F--t_hOg6fM&app=desktop

BUZAN, Tony. Mapas Mentais e sua Elaboração. São Paulo: Cultrix, 2005.

LODGE, David. A Arte da Ficção. Trad. Bras. Porto Alegre: L& PM Pocket, 2011.

MEROLA, Edna Domenica. Relógio de Memórias.Florianópolis: Postmix, 2017.
____________ Pedagogia do Psicodrama: a ação do grupo no desenvolvimento de papéis da pessoa idosa. Monografia de conclusão do Curso de Especialização em Atenção à Saúde da Pessoa Idosa. Orientadora: Maria Celina da Silva Crema. UFSC, CCS, N.E.T.I., 2015, 46 f.
____________ De que são feitas as Histórias. Florianópolis: Postmix, 2014.
____________ Relógios Compartilhados. In MEROLA e outros. Memórias Compartilhadas. Florianópolis: Postmix, 2017. Pp 7-10.

MORENO, J. L. Psicodrama. 2 ed, São Paulo: Cultrix. 1978.

___________ Psicoterapia de Grupo e Psicodrama. Trad. bras. São Paulo: Mestre Jou, 1974.


ADENDO
O conceito de átomo social é de Jacob Lévi Moreno: o criador do Psicodrama.
"O termo Psicodrama origina-se do grego, sendo drama correspondente a ‘ação’, e psique (psykh) significa: alma, pessoa, mente." (MORENO, 1978). A personalidade é um construto aberto e é pelo desempenho de papéis que se constrói o “Eu” e se revela a plasticidade da existência humana.
Moreno classifica os papéis em: psicossomáticos, psicodramáticos e sociais.
Os papéis psicossomáticos estão ligados ao desenvolvimento do psiquismo humano. São exemplos de papéis sociais: mãe, professora, amiga, esposa.
O papel psicodramático está ligado ao faz de conta. Seres tais como um Amigo Imaginário, Papai Noel e Menino Jesus são exemplos de complementares de papéis psicodramáticos.
Os papéis psicodramáticos podem ser semelhantes aos papéis sociais. Nas oficinas de março de 2017, a professora Edna ofereceu atividades personalizadas para cada participante. Coube a cada aluna (o) escrever uma carta na qual a emissora é uma personagem construída à sombra das histórias de vidas dos colegas. As personagens ficcionais Lucíola e Iracema trocam cartas em Memórias de Lucíola: um dos capítulos do livro Memórias Compartilhadas, editora Postmix.

Um comentário: